Sobre nós

Conheça a história da nossa escola.

Histórico da E.E.E.F. Félix Contreiras Rodrigues

A Escola Estadual de Ensino Fundamental ”Félix Contreiras Rodrigues” localiza-se na Avenida Espanha, nº 750, Bairro Tarumã e foi fundada em 17 de outubro de 1977.
Tem como Patrono o Dr. Félix Contreiras Rodrigues e a direção atual está a cargo da Prof. Maria Francisca Silveira Collares Thompson Flores e vice- diretoras Profª. Camila Bieger, Profª. Tânia Mara Cardoso Rodrigues e Profª. Suzete Guterres Vicenzi, coordenando 535 alunos, 46 professores e 10 funcionários.

Esta escola possui Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos e prima por uma educação de qualidade, com desempenho escolar muito bom, evidenciado pelos resultados da Prova Brasil e SAERS.

O educandário é bem equipado com salas – ambiente: Laboratório de Ciências, Línguas, Matemática e Informática, Telessala, Sala de Educação Física, Sala de Educação Artística, Biblioteca, Sala do Mais Educação.

Biografia

Dr. Félix Contreiras Rodrigues

Nasceu, em Bagé, a 14 de janeiro de 1884, filho de Gregório Gonsalves Rodrigues (uruguaio) e Maria Dolores Martins Contreiras, brasileira, radicada neste município.
Sua primeira infância transcorreu na propriedade rural paterna, no Departamento de Rivera (R.O.U ).
Iniciou sua vida escolar, no colégio Carneiro, em Bagé, sendo a seguir, transferido para Porto Alegre.
Bacharelou-se em 1910, quando passou a advogar em várias Comarcas do Estado, fixando-se, posteriormente, em Bagé.

De temperamento impetuoso e empreendedor, exerceu atividades políticas no partido Federalista e foi grande colaborador, na fundação do nosso jornal local “Correio do Sul“, tendo funcionado, inicialmente, na sua residência.

Casou-se em 1912, com Carolina Ramos de Azambuja, filha do destacado líder federalista Estácio Azambuja.

Residiu, de 1916 a 1922, na França, onde surgiu seu interesse pela Ciência Econômica em torno da qual escreveu vários livros.
Entre eles: “Compêndio de Economia Política”, ainda, recentemente, circulando em nossas escolas.
Retornou ao Brasil, em 1923, resistindo a inúmeros convites de permanência pelas saudades intensas da Pátria, quando, então, participou da revolução de 1923 ao lado de seu sogro.
No setor pedagógico, desenvolveu inúmeras atividades lecionando no Curso Pré-Jurídico, na escola de Comércio e na Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas, da Pontifícia Universidade Católica de Porto Alegre. Foi, ainda, membro e presidente da Academia Riograndense de Letras, membro do Instituto Histórico e Geográfico do Rio grande do Sul.

Escreveu: “Farrapo" (memórias de um cavalo), “Amores" do Capitão Paulo Centeno, “Nair moça moderna", "Conceitos de Valor e Preço" (trabalho).

Morreu em 8 de maio de 1960, na cidade onde nasceu.

O primeiro diretor da Escola foi o professor Getúlio Pereira, tendo como vice-diretora, professora Neiva Laydener até 1979.

Em 1980, Assumiu a direção, o professor Fernando Hipólito Fabrício de Souza, tendo como vice-diretora, professora Elisa Moreira.

Em 1982, assumiu o professor Miguel Farias Calderon e vice-diretores, professora Clélia Maria Martins e o professor Ivo Moraes.

Em 1984, a direção esteve a cargo da professora Ana Valderez Mori Vieira e vice-diretores, professora Jussara Valente Casarin e o professor Ivo Moraes.

Em 18/04/1985, assumiu a direção o professor Osni Antônio Uber e vice-diretores, professor Paulo Barbosa Brum e professor José Roberto Guterres Machado, permanecendo até abril de 1986, quando foi substituído pelo professor Paulo Barbosa Brum que foi reconduzido ao cargo em 15/12/88.

Em 16/12/91 assumiu a direção da escola a professora Eugênia de Leon Jardim que permaneceu por poucos meses no cargo.

Em 25/5/92 a direção passou a ser ocupada pelo professor Flávio Augusto Médici Corrêa, em cuja gestão o governo do Estado construiu o muro e fez uma reforma geral na estrutura física do prédio da escola. Ainda, neste período, exatamente no dia 08/12/92, foi aprovado o regimento da escola pelo Conselho Estadual de Educação do Rio Grande do Sul, Ato nº 1224/92, o qual continua em vigor.
Antes de terminar o mandato, o professor Flávio solicitou demissão do cargo, quando assumiu interinamente, em 23/12/93, a vice- diretora, professora Jussara Valente Casarin que em reunião do Conselho Escolar no dia 09/01/95, conforme Ata nº 01/95 foi confirmada para permanecer no cargo até o final do período governamental.

Em 29/12/95 tomou posse o professor Zeno Freitag, que sendo candidato junto com o professor Celso da Nova Peixoto foi eleito pela comunidade escolar, representada por professores, funcionários, alunos e pais, permanecendo no cargo até 1996. Os vice-diretores desta gestão foram o professor José Diogo Barros Corrêa, nos turnos da manhã e noite, e a Prof. Rosemery Vacilotto no turno da tarde.
Em 1997, o professor José Diogo Barros Corrêa assumiu a direção.

De 2000 a 2003, a professora Rosemery Vacilotto Moraes, assumiu a direção juntamente com as vice-diretoras, professoras Geny Biatriz Gonçalves Jardim, Matilde Marilde Muniz de Leon e Norma Nunes de Nunes.

De 2004 a 2009, a professora Janice Helenara Goulart Menezes, juntamente com as vice-diretoras, professora Carmen Storniollo Sanches, Amavieta da Silva Porporatti e Marlene Gonçalves Pequelet, assumiram a direção.

De 2010 a 2015 a professora Maria Francisca Silveira Collares Thompson Flores, com as vice-diretoras professoras Carmen Storniollo Sanches, Tãnia Mara Morales Cardoso Rodrigues e Suzete Guterres Vicenzi.

De Janeiro de 2016 a 08/12/2016, permanece na direção a Professora Maria Francisca Silveira Collares Thompson Flores e as vice-diretoras professora Camila Bieger, Tânia Mara Morales Cardoso Rodrigues e Suzete Guterres Vicenzi.

De 09/12/2016 a 28/03/2017 assumiu de diretor interino o professor Floriano Urdaniz Machado e os vice-diretores: Anay Huidobro Tripodi, Celusa Martini Sabedra e Paulo Barassuol.

Em 29/03/2017 reassume por indicação a Professora Maria Francisca Silveira Collares Thomspon Flores e as vice-diretoras professora Camila Bieger, Tânia Mara Morales Cardoso Rodrigues e Suzete Guterres Vicenzi.